Motivação Pessoal

@ Autoajuda

Dinheiro e Negócios

@ Internet

Ciência e Tecnologia

@ Física Quântica

Espiritualidade

@ Enigmas

Eu Crio a Realidade

@ Lei da Atração

Mente e Cérebro

@ Pesquisas

Cursos e Livros

@ esoterismo

Nova Era

@ Seth

Numerologia

@ Esoterismo

SONHOS

@ Dicionário

 

Grupo Vittalys

 

Tradução: Wilson Mello Franco

 

Para entender como o ser humano se insere e se inter-relaciona com a vida e a natureza vamos utilizar certos princípios ou leis da teoria de campos quânticos relativistas.

 

Segundo a moderna física quântica as diferentes estruturas materiais são  formas de energia. Isto ficou amplamente provado pelo o físico Albert Einstein quando postulou sua famosa e conhecida equação: E = mc2, onde E é a energia de um sistema (matéria) a qual tem uma massa (m) e (c) é a velocidade da luz. Esta equação um tanto complexa para os que não possuem conhecimentos em física quântica, estabelece que a massa (matéria) e a energia são expressões duais da mesma substância universal.

 

Este “campo de energia” é a fonte original da qual todos estamos compostos. É a base de toda a existência e vida. O calor do sol, a gasolina, a eletricidade, a energia que mantém os sistemas viventes, são formas diferentes deste “campo de energia”.

 

 

Entende-se este “campo” como o movimento contínuo de partículas subatômicas (fótons, quark), os quais se inter-relacionam entre si constantemente criando e destruindo matéria  (dualidade onda/partícula), sendo a base da existência material.

 

Como disse o prêmio Nobel Carlo Rubia: “As partículas materiais são uma minoria”; existem quase um bilhão de vezes mais quanta interativos (em especial fótons, isto é, energia) que partículas com massa (núcleos, isto é, matéria sólida).

 

Dada nossa capacidade de percepção só podemos ver una pequena parte da realidade total (espectro de a luz visível), isto é, uma bilionésima parte da existência total.

 

Levando isso em consideração, podemos estabelecer que todos os processos materiais estão regulados por processos energéticos. Somos, principalmente, um corpo de energia que tem um aspecto físico.

 

O ser humano esta inserido em uma realidade que é uma totalidade. A totalidade do mundo e tudo o que existe está completamente inter-relacionado, falar de indivíduos isolados ou separados é uma distorção da realidade, como expressou o físico quântico David Bohm. Este chamado “campo de energia” é o que sustenta a enorme e complexa interação entre tudo o que existe. A vida se expressa e se manifesta como o fluir permanente de energias, mantido pela tensão constante entre dois polos.

 

O corpo humano é um sistema aberto, isto é, necessita manter um adequado e contínuo intercâmbio de energias com seu meio, para manter seus mecanismos reguladores e, portanto, sua saúde.