Motivação Pessoal

@ Autoajuda

Dinheiro e Negócios

@ Internet

Ciência e Tecnologia

@ Física Quântica

Espiritualidade

@ Enigmas

Eu Crio a Realidade

@ Lei da Atração

Mente e Cérebro

@ Pesquisas

Cursos e Livros

@ esoterismo

Nova Era

@ Seth

Numerologia

@ Esoterismo

SONHOS

@ Dicionário

 

DR. ÁNGEL ESCUDERO

 

O Médico que opera

sem anestesia.



            Imagine-se entrando em uma sala de cirurgia para fazer uma operação de varizes, e a única anestesia que lhe será ministrada são palavras amáveis do cirurgião que vai fazer a operação!

 

É assim que trabalha o médico espanhol Angel Escudero Juan, desde 1972. realizou mais de 1000 cirurgias sem utilizar qualquer anestesia ou medicamento pós-operatório. Muitas dessas cirurgias foram testemunhadas por equipes de jornalistas de diversas revistas, e da mídia em geral, como, por exemplo, um especial produzido para a BBC mostrando duas dessas cirurgias. Há centenas de fotos tiradas, muitas reportagens e filmagens que descartam qualquer possibilidade de fraude

 

A técnica utilizada pelo Dr. Escudero é a Noesiterapia, que significa “curar com o pensamento”. O Dr. Escudero possui reconhecimento internacional e, apesar de tantos anos e de tantas cirurgias testemunhas, ainda assim vários colegas de profissão se mostram céticos e divorciados desta técnica. Por outro lado outros médicos e dentistas aprenderam a técnica, obtendo igualmente resultados positivos com a “anestesia psíquica”, nome que o Dr. Escudero dá ao processo. Utilizando este técnica, um dentista pode fazer um implante dentário sem qualquer anestesia, e com o paciente completamente consciente e isento de qualquer dor!

 

Mais especificamente Noesiterapia é uma junção de dois termos gregos, noesis (ação de pensar) + terapia (ação de curar), pelo que se a define “cura pelo pensamento”.

  

O Dr. Ángel  Escudero Juan nasceu a 26 de maio de 1933, em Alicante, Espanha. É médico e cirurgião, e exerceu a maior parte de sua atividade profissional na cidade de Valência.

Em sua juventude, embora tivesse fobia às agulhas, decidiu estudar medicina. O Dr. Escudero é atualmente mundialmente conhecido e reconhecido como o criador de uma nova escola de holismo, dentro da medicina, que ele chamou NOESITERAPIA, palavra que significa cura pelo pensamento.

 

Desde 1972 faz o seu trabalho cirúrgico com anestesia psicológica, e essa experiência foi depois transferida para a maternidade e todas as especialidades médicas, com excelentes resultados.

Embora sua prática seja aplicada principalmente em todas as áreas da medicina, seus conceitos filosóficos podem ser adaptados para ser aplicados nas áreas da motivação pessoal, crescimento espiritual, e autoajuda.

 

Seu trabalho em Noesiterapia teve início em 4 de julho de 1972, quando fez sua primeira cirurgia sem qualquer uso de anestesia química.  

 

 

Desde 1975 ele tem compartilhado sua experiência com muitos milhares de profissionais da área médica, e também realiza cursos e seminários em qualquer lugar do mundo, para o pessoal da área da saúde, paramédicos (naturopatas etc.), gestantes e quem quiser conhecer e aprender as noções básicas de Noesiologia e Noesiterapia, aplicável a todos os aspectos da vida: melhorar o bem-estar e a saúde física e psicológica; melhorar os resultados profissionais (coaching de negócios), melhorar as relações humanas, etc.

 

    Seus ensinamentos permitem, entre outras coisas, livrar-se facilmente do estresse. O Dr. Escudeiro é "figurinha fácil" nos programas de TV da Espanha.

   Sua biografia foi incluída no Dicionário Biográfico da História da Espanha, publicado pela Real Academia de la Historia em junho de 2011.

 

 

O DR. ESCUDERO EM AÇÃO

 

 

Uma equipe de fotógrafos e jornalistas de uma revista espanhola, que se dizia incrédula no método do Dr. Escudero acompanhou um caso atendido pelo médico. A paciente, Francisca Tent, havia tido 11 filhos, e iria fazer uma cirurgia de varizes, que de tantas a fazia arrastar as pernas quando andava, e a tomar medicamentos anti-inflamatórios. Seu marido era médico e iria participar da cirurgia também.

 

O Dr. Escudero e a equipe da revista foram até casa da paciente buscá-los para levá-los ao consultório onde a cirurgia seria efetivada. A “anestesia psíquica” foi dada ali mesmo, diante do marido dela, que fazia uma cara de que achava que não aquilo não ia funcionar.

 

Diante do espanto da equipe da revista, o Dr. Escudero disse para a paciente, deitada na maca: “Venha filha, que vou anestesiá-la. Repita comigo: Todo o meu corpo está anestesiado... e todas as sensações que me vêm na sala de cirurgia, desde meu corpo a meu cérebro, serão agradáveis... A anestesia durará até que me deem alta. Minha boca se manterá úmida até então...”.  A paciente emenda: “ está”.

 

 

Isso foi tudo para que a paciente estivesse “anestesiada” e então o Dr. Escudero faz um sinal indicando que deveriam partir para o consultório, enquanto acrescentava: “A anestesia está feita. Já te ministrei analgesia psicológica suficiente por um bom tempo. Agora vamos para a sala de cirurgia”.

 

Três horas depois de ter entrado andando na sala de cirurgia, e ter sido operada sem qualquer tipo de anestesia ou de medicação, mesmo após a operação, a paciente saía andando da clínica, diante de uma equipe de reportagem completamente embasbacada.

Filha, a operação acabou. Como se sente?” – perguntou o médico.

Ela respondeu: “Muito bem. Tenho a sensação de que fui picada por um pernilongo. Posso tomar um banho?”

Não, hoje não”, - respondeu Escudero. “Não tem pontos de sutura, foi posto uma espécie de cola que cairá sozinha, mas ainda não pode molhar. Agora calce os sapatos e ande. Quero que caminhe 10 minutos. Depois se vista e vá pra casa”.

 

A paciente se vestiu, foi entrevistada novamente, saiu da clínica e entrou em um táxi, juntamente com a equipe de reportagem, que tirava fotos de suasnovas pernas”, para que ninguém duvidasse.

 

Enquanto a paciente era operada, a equipe se pôs a trocar ideias, e a própria paciente participava ativamente das conversas o tempo todo, praticamente sendo entrevistada enquanto estava sendo operada e fotografada. Estava completamente lúcida! Até fez uma chamada pelo celular para sua irmã que ficara em casa, preocupada.

 

Ao ver o excelente resultado, o incrédulo marido de Francisca disse que era uma “cura milagrosa”, graças à noesiterapia, porque, além das pernas, fora curada também, em outra ocasião, um problema de enfraquecimento nos braços, a ponto dela não poder segurar o último filho nascido, ainda bebê.

 

O marido finalmente se rendeu aos fatos, e comentou posteriormente para a reportagem: “Bom, estudei biologia, tenho uma mente científica, e essas coisas não entravam em minha cabeça. Minha incredulidade era imensa... Mas a verdade é que no dia seguinte à intervenção, 90% da dor desapareceu e em uma semana foi-se a dor residual. Por isso participei dessa operação de varizes”.

 

Ele ouvira uma entrevista do Dr. Escudeiro no rádio, e então decidiu tentar ajudar a esposa.

 

Numerosos são os testemunhos de cura sem o uso da medicina tradicional. Uma das pacientes tinha 45 anos, fisioterapeuta, e sofria de dores crônicas na vesícula biliar. O tratamento durou um ano e meio, mas logo na primeira sessão, narra ela, a dor havia amenizado bastante. Sofria dessas dores havia 13 anos, e finalmente estava curada. Havia guardado todos os papéis que testemunhavam o fracasso com o tratamento tradicional.

 

Outra paciente, de 49 anos (todos os nomes omitidos aqui são citados na reportagem original), sofria de fibromialgia, diagnosticada em 1996. Perdera a conta de quantos médicos havia consultado e tomava 17 comprimidos por dia, de nove medicamentos diferentes. Como última esperança recorreu ao Dr. Escudero. “Ao sair da primeira consulta não me doía nada” – disse ela na reportagem. Depois de muito tempo praticamente inativa em todos os setores de sua vida, sem vida sexual ou mesmo sair na rua e com os filhos, sua vida mudou completamente e ela retomou sua vida cotidiana como se nada houvesse acontecido antes.   

 

 

CONTINUA