Motivação Pessoal

@ Autoajuda

Dinheiro e Negócios

@ Internet

Ciência e Tecnologia

@ Física Quântica

Espiritualidade

@ Enigmas

Eu Crio a Realidade

@ Lei da Atração

Mente e Cérebro

@ Pesquisas

Cursos e Livros

@ esoterismo

Nova Era

@ Seth

Numerologia

@ Esoterismo

SONHOS

@ Dicionário

Holismo

Hipnose

Lei da Atração

Seth Fala

Motivação Pessoal

Meus Livros

 

JANE ROBERTS E AS CANALIZAÇÕES DE SETH

"VOCÊ CRIA A SUA REALIDADE"

   continuação da página anterior

 

  Jane Roberts e sua canalização de Seth é um fenômeno no campo da canalizações que intriga até mesmo os céticos.

Há canalizações e canalhizações.

Há JANE ROBERTS e SETH...

e há Bashar,  Kryon, e RAMTHA.

 

  Texto de Wilson Mello Franco

 

REPERCUSSÃO DOS TEXTOS DE SETH

 

 

 Longe das banalidades inerentes a este tipo de canalização, os textos de Seth são surpreendentes e enigmáticos, e tem despertado a atenção não somente de esotéricos, mas também, enormemente, de psicólogos, físicos, e mesmo de pessoas não religiosas.

 

Em 1981 quando comprei o livro Seth Speaks comecei a lê-lo e logo percebi que era bem diferente de tudo o que eu já havia lido no campo da espiritualidade, mesmo os conceitos espíritas da vida após a morte, carma e reencarnação. Havia conceitos que dificilmente podia aceitar, pelo que cogitei jogar o livro fora, lamentando ter gastado os $10 que havia pagado por ele na livraria Horus, então num andar alto de um edifício da rua Haddock Lobo, em São Paulo, mediante encomenda. Parecia-me mais uma das numerosas invenções que se criam para ganhar dinheiro em cima de assuntos que estão na moda. Um dia subitamente me dei conta de que tinha em mãos uma preciosidade, e se tudo aquilo havia saído da mente de Jane, então ela era realmente muito excepcional, já que havia conceitos ali que, a meu ver, ela não teria como saber, embora pudesse teorizar, como Dan Brown teoriza em seus magníficos livros. Não sei se Dan Brown é iniciado, mas alguém que cunha uma frase que pode sintetizar todos os livros sobre filosofia da alma, religião e psicologia, numa única e pequena frase de cinco palavras, parodiando o sucesso do livro de Ronda Byrnes, O Segredo, me parece bem mais que uma pessoa comum: The secret is how to die!

 

 Do mesmo modo acredito que os conceitos enigmáticos que vemos no Material Seth, se saiu de Jane, seguramente não é de seu intelecto, pois ela não poderia conhecer coisas que ao intelecto não é dado conhecer senão por meio de alguém que conhece, e isto se chama iniciação. Não dizendo, claro, que Jane era iniciada. Não encontrei nada no Seth Fala nem em seu livro A Natureza da Realidade Pessoal, que indicaria isso.

 

Na época, durante a leitura de cada capítulo me questionava se era ou não invenção dela. Mas tudo estava maravilhosamente tão bem orquestrado, sem qualquer contradição, que na maior parte do tempo prevalecia a ideia de que não poderia ter saído da mente de Jane. Alguns conceitos estão sendo hoje discutidos pela Física Quântica, o que poderia provar que Jane – ao menos a Jane consciente – poderia não ser a autora daqueles ensinamentos. Se saiu da mente de Jane, sua criatividade é assombrosa.

 

 Jane continua sendo, para mim, um grande enigma: quando ainda às vezes duvido, basta me lembrar de coisas que, seguramente, sei que ela jamais saberia, exceto se fosse iniciada. E de modo algum acredito que Jane tenha sido iniciada.

 

O que mais me enfureceu, e que me deu vontade de jogar o livro fora - pela janela de um ônibus, onde me encontrava neste momento - foi ter lido que Jesus não havia sido crucificado, mas um sósia no lugar dele! Uma coisa que, naquele momento para mim me pareceu acintosa, hoje considero uma realidade. E não só por isso, por ter descoberto coisa, anos depois, que ali vi, e que tenho certeza, JANE JAMAIS SABERIA a respeito do futuro! A maior prova que podemos ter é que esse material começou a ser escrito em 1963, e que a meu ver teve seu auge em 1972, quando se publicou o Seth Fala, A Eterna Validade da Alma (o qual comprei em 1981 após ler um texto na revista Planeta) e que hoje podemos ver o que ali se explana em forma de teoria na moderna Física Quântica deste nosso terceiro milênio. Sim, alguns ensinamentos de Seth são hoje teorias da Física Quântica!   

 

James E. Alcock (1942...), professor de psicologia da Universidade de York (Canadá), notável crítico da parapsicologia, e membro do Conselho Executivo do Comitê para as Pesquisas Céticas (Commitee for Skeptical Inquiry), e cujo nome está incluído na lista dos 12 homens mais céticos do século 20, opinou que o material de Seth está acima do que é considerado normal, ainda que “parece haver pouca necessidade de considerar o envolvimento de qualquer agente sobrenatural”, podendo ser considerada a hipótese de vazão do inconsciente.

 

Para quem está condicionado a deixar de lado tudo o que não condiz com o paradigma da Ciência, parece que Alcock foi além do que está treinado a dizer.

 

 

O físico amador Michael Talbot (1953-1992), autor de vários livros nos quais estabelece paralelos entre o antigo misticismo e a mecânica quântica, escreveu sobre Seth:

   “Para minha grande surpresa e leve incômodo, vi que Seth eloquente e lucidamente articulou uma visão da realidade a qual eu havia chegado unicamente depois de um grande esforço e um extenso estudo tanto dos fenômenos paranormais quanto da física quântica”.

 

Em 1994 a publicação póstuma do livro A Natureza da Realidade Pessoal, Um Livro de Seth trazia depoimentos de alguns dos mais notáveis pensadores ​​e escritores dentro do movimento. Marianne Williamson, Deepak Chopra, Shakti Gawain, Dan Millman, Louise Hay, Richard Bach, e outros que expressavam o efeito que o Material Seth havia tido em seu próprio despertar.

 

 

 Página Anterior    página inicial do Material Seth   segue

Veja também Os filhos de Seth